Silvia Tani, uma guerreira no Jornalismo e na vida

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro lamenta a morte da professora e jornalista Silvia Tani, Diretora do Jornal Santa Rosa, um veículo representativo em Niterói. Foi fundado em julho de 1978 por Silvia e o mestre de Jornalismo Oriovaldo Rangel.

Silvia, nesta sua trajetória de vida e no Jornalismo, deixou um legado e marcas de sua generosidade, sua elegância e empatia. Conquistava leitores, a sociedade,amigos, por fazer um jornal voltado para os interesses da população e da sociedade.

Silvia teve um grande baque na vida com a trágica morte de seu único filho Júlio Cesar.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, lamentou a morte de Silvia decretando luto de três dias. Com tristeza, Axel disse que Sílvia era uma jornalista solidária, admirada e respeitada e que deixou marcas de suas ações como jornalista.

O vice-Prefeito, Paulo Bagueira, destacou que Sílvia sempre foi uma grande parceira e amiga. O jornal Santa Rosa estampava sempre paixão por Niterói, completou Bagueira.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, Mario Sousa, ao lamentar a morte da amiga, ressaltou que Sílvia fazia com dignidade um jornalismo informativo e crítico voltado para Niterói.

Silvia foi casada com o jornalista Tácito Tani, já falecido.

Diretores, associados se solidarizam com seus familiares.

Sem dúvida, uma guerreira na vida e no Jornalismo.

Fonte: Jornal Niteroi

Não somos responsáveis por qualquer conteúdo que seja de autoria de outros veículos de comunicação

Niteroi City
Niteroi City
http://niteroi.city

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós utilizamos cookies para proporcionar a melhor experiência para você Política de privacidade

Preloader image